[Filme] O Monge


Poster de «O Monge »
Sinopse oficial:
Uma criança é abandonada na escadaria do mosteiro dos Capuchinhos, no século XVII, na Espanha. Ela cresce seguindo os costumes dos monges e torna-se um dos mais importantes pregadores da fé. Ao mesmo tempo que seus discursos encantavam multidões, internamente, a fama e o "poder" de Ambrósio (Vincent Cassel) causavam uma relativa inveja entre seus pares. Seguro quanto as tentações e os poderes do Diabo, ele enfrenta a discordância para acolher Valério (Déborah François), vítima de um acidente, na instituição. Enquanto eventos misteriosos começam a acontecer no local, ele descobre que o jovem, que protege o rosto mutilado com uma máscara, tem o dom de aliviar a dor. Juntos, eles acabam formando uma sinistra parceria que mudará para sempre as suas vidas.


Resenha:
A história se passa na Idade Moderna, onde um bebê é abandonado na escadaria de um mosteiro na Espanha, em Dezembro de 1595 na noite de Santo Ambrósio. O menino foi adotado pelos monges e batizado em homenagem ao santo recebendo o mesmo nome, Ambrósio. 

A criança cresce e sob influência dos monges, Ambrósio (Vincent Cassel) desenvolveu uma forte inclinação pelo o estudo das sagradas escrituras e sua ambição era se tornar um monge, como seus irmãos, e aos 18 anos ele pronunciou seus votos. Com o passar do tempo, Ambrósio se tornou um modelo de rigor e virtude, sendo respeitado, porém temido pelos demais irmãos. Seu profundo fervor e pregação construíram sua reputação, sendo considerado pela população local um Santo.

Ambrósio começa a ter sonhos estranhos, no qual encontra uma mulher de véu, ajoelhada e rezando, porém não consegue ver seu rosto e nem toca-la. Seu pai adotivo afirma que ele vê a Virgem Maria, pois por mais que ela esteja perto de nós, é inacessível.

O diabo vendo que Ambrósio debocha de seu poder, decide testar o monge, aproveitando-se de sua fraqueza.

O Monge infelizmente foi uma decepção, pois a direção de Dominik Moll não foi uma das melhores, além de adivinharmos o que vai acontecer na história, — eu pelo menos adivinhei — entretanto, devemos ficar de olho no trabalho musical do compositor Alberto Iglesias, junto com os tons obscuros dPatrick Blossier na fotografia, pois é o que realmente apresenta certo incomodo e interesse no filme.
A nota que eu daria a esse filme seria um pouco abaixo da mediana, de 0 á 5, daria 2,8 de nota.

Se você espera que O Monge seja um filme suave, é melhor nem assistir. O filme aborda um assunto forte. Somos realmente capazes de dizer "não" ao diabo? Será que rigor com nossa fé pode implicar ao pecado também?  O filme tem uma grande lição de moral.

Recomendo esse filme para pessoas religiosas e que gostam de discutir a moral.



Curiosidades:

  • O monge é uma adaptação do conto homônimo, escrito por Matthew G. Lewis e publicado em 1796.

Momento Monstro:
" [...] —  Satanás só tem o poder que você lhe dá . [...]"  3: 38

Filmow      Filme Online
  • Título Original: Le Moine
  • Ano de produção: 2010
  • Tipo de filme: Longa-metragem
  • Duração: 1h 41min
  • Direção: Dominik Moll
  • Gênero: Suspense; Histórico


[Livro] Frankenstein

Sinopse oficial:

A princípio, tratava-se de um pequeno conto sobre um jovem estudante suíço que ambicionava criar um ser ideal, injetando vida a um corpo morto. Mais tarde, transformado em romance, tornou-se um marco na literatura do gênero. Frankenstein ou o Moderno Prometeu (Frankenstein; or the Modern Prometheus, no original em inglês), mais conhecido simplesmente por Frankenstein, é um romance de terror gótico com inspirações do movimento romântico, de autoria de Mary Shelley, escritora britânica nascida em Londres. O romance relata a história de Victor Frankenstein, um estudante de ciências naturais que constrói um monstro em seu laboratório. Mary Shelley escreveu a história quando tinha apenas 19 anos, entre 1816 e 1817, e a obra foi primeiramente publicada em 1818, sem crédito para a autora na primeira edição. Atualmente costuma-se considerar a versão revisada da terceira edição do livro, publicada em 1831, como a definitiva. O romance obteve grande sucesso e gerou todo um novo gênero de horror, tendo grande influência na literatura e cultura popular ocidental.

Resenha:
A história começa com as cartas de Robert Walton à irmã Margareth, contando a ela seus receios de que sofra um motim no meio do Pólo Norte, onde seus homens se encontram exaustos e com medo. Relata também que encontrou um homem a beira da morte, que se chama Victor Frankenstein, um ser abatido e triste, que desperta a curiosidade de todos no navio e a simpatia do capitão. 

Com o passar dos dias Victor percebe que seu amigo capitão tem ganancia em adquiri conhecimento e sabedoria, e ser reconhecido pelo mundo, portanto Frankenstein decide contar a sua história à Walton, que antes era um mistério. 

 Victor Frankenstein era um homem que desde pequeno teve sede por conhecimento e que se interessou pelas ciências naturais, lendo livros de grandes mestres alquimistas do passado como Cornélio Agripa, Paracelso e Albertus Magnus, porém o conhecimento desses mestres eram ultrapassados para o século XVIII, e Victor era motivo de chacota por seus professores da Universidade de Ingolstadt, na Alemanha. O estudante empenhado em saber os mistérios da criação, acaba descobrindo o que gerava vida, porém Victor não conta no livro e nem para o capitão o que era, deixando o leitor curioso. 

Frankenstein então conta a Walton o feito horrendo que realizou em dois anos de trabalho, construiu um homem com mais de dois metros de altura e com grande força, acreditando que seria a nova evolução da humanidade, porém quando sua criatura ganha vida, Victor percebe o que fez e sucumbe ao desespero, deixando a criatura solta no mundo, julgando-a por sua aparência monstruosa.

A criatura ressentida começa a perseguir Frankenstein e destruir tudo o que ele ama.

 A obra é um terror gótico que possui a psicologia do terror com características ressaltadas como: o medo, a loucura e a deformação física, além de encontrarmos a particularidade do romantismo e da filosofia.

O livro, do contrário de que muitos pensam não é tão voltado para o terror, sendo a  moral mais frequente, no qual dispõem temas como: relação de criatura e criador, que aborda tema religioso; o poder que o homem tinha sobre a natureza, abordado na Revolução Industrial; os laços de amizade ; o preconceito;  a injustiça.

O inicio do livro é um pouco cansativo, porém com o passar das páginas se torna empolgante e você lê rapidamente. A história é bem elaborada e  não encontrei erros gramaticais. Gostei bastante, porém achei o final fraco, não que não fosse bom, somente não gostei.  Devo ressaltar que Frankenstein é um livro com diversas interpretações, que até hoje cria duvida nos especialistas.

Recomendo a leitura para pessoas que gostem de clássicos, lições de moral e um bocado de filosofia.

Curiosidades:
  • Ao contrário da forma de como o monstro de Frankenstein foi conhecido pelo cinema sendo verde e com parafusos no pescoço, a criatura era amarela e não possuía parafusos. Além de que o segredo da vida talvez não sejam os raios, pois Victor Frankenstein se nega a falar no livro.

  • Frankenstein era o nome do criador - Victor Frankenstein - e não o da criatura, pois era relatado por Victor como "monstro", "demônio", "desgraçado" e etc...

  • Mary Shelley escreveu Frankenstein com apenas 19 anos.

  • O livro também é conhecido como Moderno Prometeu, sendo que esse personagem na mitologia grega roubou o segredo do fogo e distribuiu para a humanidade, sendo cruelmente punido por Zeus. O livro deixa claro que o segredo da vida é divino e que tamanho poder trará consequências.

Momento Monstro:
"[...] Maldito, maldito criador! Por que eu vivi? Porque não extingui eu, naquele instante, a centelha de vida que você tão desumanamente me concedeu? Não sei. O desespero ainda não se apoderara de mim. Meus sentimentos eram de raiva e vingança. Eu poderia com prazer ter destruído a casa e seus moradores e ter-me saciado com seus gritos e sua desgraça. [...]"
Página 146
Skoob
  • Autor: Mary Shelley
  • Tradutor: Miécio Araujo Jorge Honkins
  • Editora: L&PM
  • Páginas: 256
  • Capítulos: 24 capítulos 
  • Série: Não
  • Temas: Ficção, Romance, Gótico, Clássico
  • Capa: Lisa 

[Filme] Energia Pura


Sinopse oficial:
 Ao investigar a morte de um velho em uma propriedade             rural, Barnum (Lance Henriksen), o xerife local, descobre Powder (Sean Patrick Flanery) – seu verdadeiro nome é Jeremy Reed -, um adolescente que era neto do falecido e que tinha passado toda a sua vida conhecendo o mundo através dos livros, sem nunca ter deixado a fazenda da família, tudo isto por ter uma aparência estranha (é totalmente branco). Powder é levado para um orfanato, mas é hostilizado pelos outros internos em virtude do seu aspecto. Ele demonstra ter dons particulares além de ter o intelecto mais elevado que qualquer ser humano jamais teve, passando a alterar a vida de todos que estão ao seu redor.


Resenha:
Uma mulher grávida é atingida por um raio em uma tempestade enquanto andava com seu marido, sendo levada rapidamente para um hospital, ela não aguenta e morre no parto, dando a luz a um menino albino, nasce Powder ( talco, pó de arroz).


Jeremy, também chamado de Powder, é um menino incomum: albino extremo, possui olhos violeta, não possui pêlos no corpo e tem uma grande afinidade com a eletricidade, sendo comparado a uma eletrólise.

Powder foi criado por seus avós depois da rejeição que obteve de seu pai. Criado de maneira incomum, sem se aproximar de objetos elétricos, sendo educado em casa, e conhecendo o mundo pelos livros que decorou de sua biblioteca, alcançou um QI tão alto, que não há qualificação, sendo considerado um gênio, e talvez a evolução do homem em um futuro não tão próximo.

 
Energia pura é um filme que contém uma pequena parcela de física quântica, mas uma grande demonstração de humanidade por parte do protagonista. Engana-se aquele que pensa que o filme é clichê ou simplório, pois está bastante longe disso, é uma trama de impressionar qualquer um, e de fazer chorar o coração mais duro.

"Ficou espantosamente claro que nossa tecnologia superou nossa humanidade." Albert Einstein
Sean Patrick Flannery conseguiu trazer a sensibilidade que seu personagem pedia, com qualidades expressadas em sua interpretação, como: inocência, inteligencia e sabedoria. 

Um filme belíssimo que recomendaria para todos assistir, pois vale muito apena. 


Curiosidades:
  • Victor Salva foi responsável pela direção e roteiro do filme Energia Pura.

Momento Monstro:
" [...] -- Vou te dizer uma coisa Doug, se contar que eu disse isso, saio dessa cidade. Aquele garoto pos a mão no cervo quando ainda tremia, e aí ele me tocou ao mesmo tempo, mas só consegui entender o porque quando meu coração bateu forte e fiquei tremendo, sentindo muita dor e morri de medo, quase desmaiando na maldita escuridão. Foi a pior coisa que já senti. Parecia que podia sentir o animal morrendo, parecia que eu era aquela pobre criatura. [...]" 69:20

Filmow    Filme online
  • Título Original: Powder
  • Ano de produção: 1995
  • Tipo de filme: Longa-metragem
  • Duração: 111 minutos
  • Direção: Victor Salva
  • Gênero: Drama ; Ficção Científica; Fantasia


[Livro] Não sou esse tipo de garota

Sinopse oficial:
Perversa ou inofensiva? Confiável ou hipócrita? Controlada ou insensata? A vida é sobre suas decisões e escolhas, e Natalie Sterling se orgulha de sempre fazer as melhores. Ela ignora os caras populares e babacas da escola, sempre ganha medalhas de honra e está prestes a ser a primeira estudante jovem a ser presidente do conselho estudantil em anos. Se apenas todas as outras garotas fossem tão sensíveis e fortes. Como o grupo de novatas que querem ser brinquedos dos jogadores de futebol. Ou sua melhor amiga, que tomou uma decisão idiota que quase arruinou sua vida. Mas ser sensível e forte não é fácil. Não quando uma brincadeira quase a faz ser expulsa. Não quando seus conselhos doem mais do que ajudam. Não quando um cara que ela já deu um fora se torna o cara que ela não consegue parar de pensar. A linha entre o certo e o errado foi distorcida, e cruzá-la poderá resultar em um desastre… ou se tornar a melhor escolha que ela já imaginou fazer. 


Resenha:
Natalie Sterling, veterana na Academia Ross tem uma reputação a zelar, obtém notas altas, não se mistura com os garotos e está concorrendo com Mike Domski - um safarão que Natalie odeia -  a presidência do conselho estudantil.


Spencer, uma novata que acabou de entrar na escola reconhece Natalie como antiga babá de sua infância, porém digamos que as duas cresceram e seguiram caminhos diferentes, pois Spencer é tudo que Natalie não quer ser: vulgar e vista como um objeto sexual. Porem Natalie tenta ajudar a novata a levar uma nova vida, o que não vai ser nada fácil, pois as duas possuem o espírito de liderança e teimosia bem apurado.

Autumn é vitima de bulling por um ato que não cometeu no passado e também é a melhor amiga da protagonista, que mais se parece um cão feroz quando se trata de defender a amiga de pessoas mal intencionadas.

Connor , um jogador de futebol americano , se interessa por Natalie e fará de tudo para conquista-la.
“Não sou esse tipo de garota” não é um livro fantástico, mas também não chega a ser ruim, fica no mediano porque é uma estória convencional, não há nada de diferente nela, porem a leitura é leve e tenho certeza que muitas meninas – em certo período da vida - vão se identificar com o comportamento da protagonista.

Há uma lição de moral, pequena, mas há. Não importa o que dizem, você é responsável por suas atitudes e somente você tem o poder de mudar a opinião que outras pessoas tem sobre você.

O livro é narrado  em primeira pessoa por Natalie.

Recomendo esse livro tanto para adolescentes, que irão se identificar no momento quanto para as mulheres adultas, que se lembraram da fase conturbada que tiveram. 

Curiosidades:

  • Mesma autora do livro Conselho de Amiga.
Momento Monstro:
Minha temperatura se elevou a mil graus. Eu não queria ouvir o que iam dizer sobre mim. Não queria ouvir suas piadas. Mas não consegui sair do lugar. Eu tinha de ouvir.                        Mike Domski colocou a língua para fora como se estivesse sufocando. -- Ela é do tipo de garota traiçoeira que te cortaria as bolas do saco no meio da noite se tivesse a chance. Na verdade , não ficaria nada surpreso em saber que a Natalie Sterling tem um pau maior do que o meu. Página 81/82
Skoob

  • Autor: Siobhan Vivian
  • Tradutor: Marsely de Marco Martins Dantas
  • Editora: Novo Conceito Jovem
  • Páginas: 248
  • Capítulos: 41 capítulos 
  • Série: Não
  • Temas: Ficção, Romance, Adolescente
  • Capa: lisa e com envernização no título.



[Filme] Rock of Ages - O Filme

Resenha oficial:Sherrie (Julianne Hough) é uma jovem que chega em Los Angeles vinda de uma cidade pequena. Ela sonha se tornar uma cantora de sucesso, mas pouco após desembarcar do ônibus tem sua mala roubada. Quem a ajuda é Drew (Diego Boneta), que consegue para ela uma vaga como garçonete na famosa casa de shows Bourbon, ícone do cenário rock da cidade. Drew também trabalha no lugar e não demora muito para que eles engatem o namoro. Só que o Bourbon enfrenta problemas financeiros e seu dono, Dennis Dupree (Alec Baldwin), acredita que possa salvar o local com a renda do último show de Stacee Jaxx (Tom Cruise) com a banda Arsenal, já que ele pretende seguir carreira solo. Entretanto, a esposa do prefeito (Bryan Cranston), Patricia Whitmore (Catherine Zeta-Jones), pretende fazer o que estiver ao seu alcance para fechar o Bourbon, já que o considera um antro de perdição para os jovens.

Resenha:
O filme se passa 1987 quando uma garota de Okhoma vai atrás do seu sonho, ser uma famosa cantora, mas para isso ela se muda para Hollywood e começa a trabalhar como garçonete no  Bourbon, uma casa de shows que já revelou grandes bandas, e com a ajuda de Drew 
 (Diego Boneta), um menino que quer fazer sucesso na trilha da fama do rock roll, irão atrás desse sonho.

Todo mundo se dá bem com os shows produzidos no Bourbon, menos os conservadores, comandados pela mulher do prefeito 
(Catherine Zeta-Jones), que reveindicam que a boate seja fechada, pois acreditam que seja um mal exemplo para a sociedade.

A boate esta com as contas até o pescoço, e não sabe como paga-las, até que descobrem que 
Stacee Jaxx (Tom Cruise), um ídolo do Rock Roll , quer tocar no Bourbon e tirar o show de eventos da falência certa.

Assisti esse filme com muita expectativa, pois os trailers indicavam que ia ser um filme com rock pesado, algo que infelizmente não acontece, pois sua trilha sonora é mais chegada a baladas no estilo rock. Outra coisa que me decepcionou muito, foi que as músicas - mesmo se você não curte rock, iria conhecer pelo menos uma - não estavam nas vozes dos cantores originais, e acabou tirando um pouco da graça do filme.

Não acreditem se quiserem, mas o casal de protagonistas que eram um saco, tiveram as cenas roubadas por     Lonnie (Russell Brand), Dennis Dupree (Alec Baldwin) e claro, por Stacee Jaxx (Tom Cruise), pois os dois primeiros tinham cenas super engraçadas e o último tinha cena épicas. Quem duvidou que Tom Cruise não tinha capacidade de interpretar um astro do rock - influenciado por Axl Rose, vocalista da banda  Guns N’ Roses - quebrou a cara, pois o Tom dá um show.

O figurino estava perfeito, desde os celulares tijolão á guitarras da época, não vi nenhum pecado por parte desse pessoal e bato minhas palmas , porque ver uma trabalho perfeccionista como esse no cinema é raro.

Algumas das trilhas sonoras que se destacaram foram: 
I wanna rock  (Twisted  Sister)(x); Wanted Dead or  Live (Bon Jovi)(x)Hit me With Your Best Shot (Pat Benatar)(x)Paradise City (Guns N’ Roses)(x)Pour Some Sugar on Me (Def Leppard)(x)

 Recomendo com certeza para os amantes do rock e de musicais.


Curiosidades:


  • Baseado no famoso e aclamado musical da Broadway.

  • Os modelos das guitarras são predominantes dos anos 80, um exemplo são as guitarras Charvel.

Momento Monstro:

"[...] -- Dennis você suspirou sozinho porquê?  -- Impostos, não tem nada de Rock Roll nisso. [...]" 19 minutos

Filmow     Filme Online
  • Título Original: Rock of Ages
  • Ano de produção: 2012
  • Tipo de filme: Longa-metragem
  • Duração: 123 min
  • Direção:  Adam Shankman
  • Gênero: Comédia, Musical, Drama

[Livro] A hora mais sombria - A Mediadora

Sinopse oficial:
Suzannah sofre com sua paixão por Jesse - o fantasma "muito gato e com abdômen de tanquinho", que "vive" assombrando seu quarto. Desta vez, Suzannah aproveita as férias de verão para incrementar seu guarda-roupa com o dinheiro ganho com um trabalho árduo e muitíssimo trabalhoso. Enquanto passa seus dias como babá, sonhando com aquele novo par de Manolo Blanik ou aquele vestidinho Prada, ainda arruma tempo para orientar um menino de cinco anos que se revela um mediador. Para completar, precisa fugir das cantadas do irmão mais velho do moleque.


Resenha:
Suzannah Simon está de férias, mas ao contrário do que todo mundo pensa, ela não irá ficar atoa indo a praia e se divertindo, e sim trabalhando como babá no hotel de luxo  Pebble Beach Hotel and Golf Resort e por puro acaso Suze acaba descobrindo que Jack, um menino de oito anos chorão no qual ela toma conta é um mediador. Suzannah decide então ser sua orientadora.

Andy (padrasto de Suze) e Brad ( Dunga) começam a fazer uma escavação em seu quintal para construir uma piscina quente, mas durante o trabalho acabam descobrindo uma caixa com cartas de Maria da Silva destinadas a Jesse, seu ex-noivo, além de o ser fantasma pelo qual Suze é apaixonada.
Suzannah não ficou nada feliz com as cartas.

Claro que nossa protagonista sempre se mete em confusão, mas essa é maior, existem fanstasmas agora que realmente querem mata-la, contudo Jesse sempre vai protege-la.

Não fica só por aí, Jack não entrou no livro atoa, ele fez algo que realmente deu uma reviravolta na obra, nunca ia imaginar, sério.

O que eu mais gostei no livro foi que a Meg centralizou a história em Jesse, pois antes ele era um mistério, agora sabemos algumas coisas sobre ele, mas não tudo.

A narração é feita em primeira pessoa, por Suzannah Simon.

Meg Cabot realmente consegue nos empogar com sua narração, quando acabei o livro 
- li em um dia - me senti mais leve e querendo mais.

Recomendo 
o livro para que goste de livros de fácil leitura, romance e comédia.

Não leia a brochura, contém algumas partes que eu considerei spoiler.



Curiosidades:

  •  Quando Meg Cabot escreveu a série A Mediadora, adotou o pseudônimo de Jenny Carroll.

Momento Monstro:
"[...] -- É. Mas um certo alguém me disse que é possível pegar mais moscas com mel do que com vinagre. [...]" 
Página 118
Skoob
  • Autor: Meg Cabot
  • Tradutor: Alves Calado
  • Editora: Galera Record
  • Páginas: 272
  • Capítulos: 17 capítulos 
  • Série: Sim, quarto livro de uma série de seis
  • Temas: Ficção, Fantasmas, romance
  • Capa: lisa com o título metalizado


[Filme] Paul - O Alien Fugitivo


Sinopse oficial:
Graeme Willy (Simon Pegg) e Clive Gollings (Nick Frost) são dois jovens nerds que estão nos EUA a procura de OVNIs. O alienígena Paul (Seth Rogers) está na Terra há 60 anos e, cansado de ficar numa base militar secreta, decide pular fora e embarcar no primeiro carro que encontrar pela frente. Assim esse trio se conhece. Willy e Gollings resolvem ajudar Paul e mandá-lo de volta à nave-mãe. Enquanto eles não alcançam o objetivo, Paul integra o grupo e é o novo companheiro de confusões dos geeks britânicos.

Resenha:
            O filme começa quando dois nerds britânicos, Graeme Willy (Simon Pegg) e Clive Gollings (Nick Frost),  resolvem visitar os EUA. O plano dos dois era bem simples, visitar a famosa Comic-Con e percorrer o país, dentro de um trailer, visitando marcos de supostas aparições alienígenas. Tudo corria tranquilamente até eles encontrarem um alien de verdade, Paul, que depois de fugir de uma base militar secreta, tenta chegar ao ponto de encontro onde a nave-mãe ficou de buscá-lo. A partir daí a comédia começa de verdade, com o trio fugindo de agentes secretos loucos e o hilário encontro deles com uma fanática religiosa que acredita que Paul é o enviado do Diabo.
            O filme repete a parceria mais do que bem sucedida da dupla Simon Pegg e Nick Frost de Todo Mundo Quase Morto e Chumbo Grosso.
            Essa produção não é uma simples comédia, é uma homenagem aos filmes de ficção científica e seus fãs, sendo replete de piadinhas e referências a filmes do gênero, além de uma participação MUITO especial no final.
Curiosidades:
  •  Simon Pegg é co-roteista do filme
  • Pegg e Frost já trabalharam juntos em Todo Mundo Quase Morto e Chumbo Grosso
  •  Seth Rogen é a voz original (em inglês) do Paul
  •  Durante uma cena uma banda executa a mesma música tocada na cantina de Tatooine, planeta natal de Luke Skywalker (Guerra nas Estrelas).
  •  Durante uma cena Steven Spielberg fala por telefone com Paul

Momento Monstro:
'' - Você é um alien? 
- Pra você, sim. 
- Você vai colocar uma sonda em mim?! 
- Por que todo mundo acha isso? O que eu estou fazendo, eu estou coletando puns aqui? Quanto conhecimento você acha que se pode tirar de uma bunda?''

  • Título Original: Paul
  • Ano de produção: 2011
  • Tipo de filme: Longa-metragem
  • Duração: 1h 44min
  • Direção: Greg Mottola
  • Distribuição: Universal Pictures
  • Gênero: Comédia ; Ficção Científica



Resenha elaborada pela colaboradora Lethícia Cabral.



[Livro] A Janela de Overton

Sinopse oficial:

“Uma conspiração contra os EUA vem sendo preparada há cem anos, e agora está prestes a ser colocada em prática... Alguém será capaz de impedi-la? E se você descobrisse que tudo em que você acreditou até hoje não passa de uma grande farsa? Que a roupa que você veste todos os dias pela manhã, assim como o carro que você dirige não são escolhas suas? Que o governante que você elegeu na última eleição para comandar sua cidade e seu país também não depende de você? E se chegasse à conclusão de que toda autonomia e livre-arbítrio que você julga ter, na verdade, atendem a um outro comando que não as suas ideias e a sua própria vontade? "

Resenha:
Noah Gardner é o vice-presidente de uma empresa de relações públicas chamada Doyle & Merchant, que tem como presidente Arthur Gardner, pai de Noah.

Noah conhece uma jovem chamada Molly Ross que trabalha como funcionária temporária na empresa de seu pai e acaba se interessando por essa mulher, fato raro, pois muitas vezem quem se interessa por ele são as mulheres que ele leva para a cama. Molly é uma mulher de personalidade forte e também patriota que participa de um grupo que quer acabar com a conspiração nos EUA, ideia totalmente contra o que a empresa de Noah faz, pois a Doyle & Merchant controla as informações dadas a população.

O livro retrata como a opinião pública pode ser modificada segundo os interesses e conveniências de uma elite, não só pela mídia, mas também por outros métodos, transformando as relações públicas em vilã da sociedade contemporânea.

O livro é  narrado em primeira pessoa por Noah Gardner.

O autor Glenn Beck usou fatos reais - podem ser encontrados no posfácio -  para criar um trama inteligente no qual te questiona se é ficção ou não.

O livro para mim teve uma nota mediana, pois o começo foi chato, tem tantas referências que as vezes você se perde, al
ém de ter encontrado erros ortográficos e algumas faltas de concordância, mas nada que atrapalhasse a leitura no final.

Recomendo esse livro para pessoas que gostam de política e uma boa conspiração.




Curiosidades:

  • Noah significa em português Noé.
  • A "Estátua da Liberdade" na capa do livro não é uma replica da original, pois seus ombros se encontram descobertos apresentando a imagem de um homem, alem de que na mão esquerda apresenta um arco aonde deveria estar um livro.
  • Janela de Overton é um conceito de manipulação que monstra como a opinião pública pode mudar quando está na mão de um pequeno grupo de pensadores, como o governo, que faz que propostas antes recusáveis se tornem aceitas pela sociedade, muitas vezes por meio do mídia a modificação de opinião acontece.




Momento Monstro:
" [...] -- Isto se chama Janela de Overton. Meu pai roubou o conceito de uma "usina de ideias" do Meio Oeste; é uma maneira de descrever o que a opinião pública está disposta a aceitar em um determinado momento em relação a uma questão qualquer, para que se decida qual é a melhor maneira de manipulá-lá a aceitar o que se quer. [...]" 
Página 182 
Skoob

  • Autor: Glenn Beck
  • Tradutor: Renato Marques de Oliveira
  • Editora: Novo Conceito
  • Páginas: 384
  • Capítulos: 47 capítulos 
  • Série: Não
  • Temas: Ficção, Política
  • Capa: lisa com auto-relevo no título


[Filme] Valente


Assistir Valente - Dublado - Online
 Sinopse oficial: 

   A jovem princesa Merida foi criada pela mãe para ser a
   sucessora perfeita ao cargo de rainha, seguindo a etiqueta      
 e os costumes do reino. Mas a garota dos cabelos rebeldes
 não tem a menor vocação para esta vida traçada, preferindo
  cavalgar pelas planícies selvagens da Escócia e praticar o  seu esporte favorito, o tiro ao arco. Quando uma competição é organizada contra a sua vontade, para escolher seu futuro marido, Merida decide recorrer à ajuda de uma bruxa, a quem pede que sua mãe mude. Mas quando o feitiço surte efeito, a transformação da rainha não é exatamente o que Merida imaginava… Agora caberá à jovem ajudar a sua mãe e impedir que o reino entre em guerra com os povos vizinhos.

 Resenha:
   Essa animação se passa na Idade Média na Escócia, onde
    Merida é a princesa primogênita descendente de um reino que se dividiu em quatro. Para se ter paz entre os quatro reinos, rei Fergus e sua rainha Elinor decidem abrir uma competição entre os outros três descendentes dos outras monarquias para disputar a mão de Merida. A princesa tem um espirito livre e determinado e não admitirá que sua liberdade seja levada tão fácil.

Elinor desde sempre educou sua filha para se tornar uma dama, um tarefa difícil  pois Merida não se interessa e não quer ser uma, somente pensa em ser uma arqueira, vocação impossível, pois ela tem responsabilidades para com o reino. A princesa então conhece uma bruxa e pede para ela que faça um feitiço que mude a opinião de sua mãe, mas Merida não esperava que a transformação fosse física.

A protagonista e Elinor correm contra o tempo para desfazer o feitiço, para que ele não se torne permanente, mas enfrentaram obstáculos.

Valente é conto de fadas não convencional, ou seja, a protagonista mesmo sendo uma princesa não é escrava da vaidade, muito pelo contrário, seus lindos cabelos ruivos são despenteados, não é muito magra ( uma cena do filme monstra isso) e não se importa com o que veste.  O conceito de princesa que conhecíamos se apagou e surgiu um outro com a liberdade, poder e força que uma mulher pode ter em uma sociedade.

O filme contêm muitas cenas cômicas, que garantem boas gargalhadas, além de ser lindo o relacionamento entre mãe e filha, que irá te emocionar.

A arte gráfica está perfeita, algumas cenas até parecem reais como o cabelo ruivo de Merida, que afirmo mais uma vez que foi um trabalho muito bem feito.

A trilha sonora foi composta por Patrick Doyle, mas podemos encontrar as músicas na voz de Manu Gavassi na versão dublada. 
Os irmãos trigêmeos de Merida roubaram a cenas algumas vezes com o terror que plantam nos funcionários do castelo, umas verdadeiras pestinhas, que irão de arrancar gargalhadas.
Recomendo esse filme para que gosta de conto de fadas e comédia juntas.

Curiosidades:

  • Primeira produção da Pixar a ter como protagonista uma personagem do sexo feminino.
  • Considerado o primeiro conto de fadas da Pixar.
  • As cenas na neve mostradas no primeiro trailer não estão na versão final do filme. Originalmente, 80% da história era passada na neve, mas isso mudou com a saída da diretora Brenda Chapman.

Momento Monstro:

"[...] -- Eu sou Merida, e eu vou competir pela minha própria mão! [...]"



  • Titulo Original: Brave
  • Ano de produção: 2012
  • Tipo de filme: Longa-metragem
  • Duração: 1h 49min
  • Direção: Brenda Chapman/ Mark Andrews 
  • Distribuição: Disney/ Buena Vista
  • Gênero: Aventura
                                                              

[Livro] Desastre

Sinopse oficial:
Regra Nº1: Não se envolva com humanos. Num mundo onde os sentimentos, caminhos e valores dos seres humanos são comandados por entidades superiores, o destino pode ser traiçoeiro. Conheça Fado, um imortal que designa sinas aos homens, mora num apartamento de luxo em Nova York e veste uma atraente roupa humana. Solidário com seus clientes e apaixonado por uma vizinha, passa a burlar suas tarefas, alterar destinos e bagunçar as coisas no reino dos Céus. Com um texto leve, hilário e muito atual, Desastre vai fazer você repensar suas escolhas, acreditar no poder do amor, e descobrir que até a Morte não é assim tão má pessoa. 


Resenha:
Fado, tamb
ém chamado de Fábio, é um imortal que tem o dever perante Jerry (Deus)de designar as sinas das pessoas, sendo muitas vezes criticado e odiado pelas almas que partem para o além.

Os humanos que compõem a linha do Fado são 83% da população mundial e o resto fica para a imortal Destino, que é responsável pelos grandes pensadores, artistas e políticos da história.

Fado com o passar dos anos - ele tem mais de 250.000.000 - fica entediado com seu trabalho, e cansado de ver as pessoas tomando decisões erradas, decide então interferir e quebra a regra N° 1: Não interfira!
Al
ém de ter quebrado a primeira regra ele também decide se envolver com Sara, uma mortal que está na trilha do Destino, e faz de tudo para que seu amor proibido dê certo.

O livro 
é narrado em primeira pessoa por Fado.
S.G. Browne tem uma escrita ironizada da religião, mas sem perder o respeito por ela. Seus personagens apesar de serem imortais, e muitas vezes comparados a anjos possuem defeitos humanos, como: alcoolismo, ninfomania, deficit de atenção, n
arcolepsia e muito mais.

O livro por pouco não se torna um dos meus favoritos, pois o inicio  até quase o final você adora, mas chega no fim e você fica, "como?". Nunca ia adivinhar o final, isso 
é bom, mas achei tão louco que não deu para passar, mas não destruiu a leitura.

Fado é super engraçado e tenho certeza que muitas pessoas irão rir com ele durante a leitura.

Meus personagens favoritos com certeza foram: Carma, Morte e Sorte

Recomendo a leitura para quem gosta de dar boas risadas, religiosos e at
é ateus.


Curiosidades:
  • Ninfomania é uma disfunção sexual caracterizada por um nível elevado de desejo e atividade sexual.

  • Narcolepsia é uma condição neurológica caracterizada por episódios irresistíveis de sono e em geral distúrbio do sono. É um tipo de dissonia.

Momento Monstro:
"[...] Se o vermelho é cor de culpa, então me pintem de escarlate. [...]"                                                    Página 80
     
Skoob

  • Autor: S.G Browne
  • Tradutor: Inês Pimentel 
  • Editora: Leya
  • Páginas: 272
  • Capítulos: 54 capítulos 
  • Série: Não
  • Temas: Ficção, Fantasia, Anjos
  • Capa: lisa

[Filme] Lobisomem: A Besta Entre Nós

Sinopse Oficial:Quando uma monstruosa criatura apavora um vilarejo nas noites de luar, o jovem Daniel convence um grupo de treinados caçadores de lobisomens a deixá-lo participar de sua captura. À medida que os moradores são atacados um a um e transformados em monstros vorazes, Daniel começa a recear que o monstro seja alguém mais próximo do que podia imaginar.

Resenha:A história se passa no século XIX.

Um lobisomem está criando pavor nos moradores de um vilarejo, provocando assassinatos, mas a besta é incomum, pois ela não só se transforma em noite de lua cheia, mas também com as outras três luas.
Um grupo de caçadores experientes chega na cidade para caçar o monstro e receber a grande recompensa que a cabeça dele vale.
Daniel ( 
Guy Wilson ), um estudante de medicina se junta ao grupo para caçar a besta junto com os outros homens e proteger quem ama. 

O que eu tenho a falar sobre esse filme foi que ele me decepcionou totalmente, pois adoro fantasia, especialmente lobisomens. Não gostei de nenhuma das atuações, achei os personagens fracos e os atores também. Os roteiristas com certeza endoidaram por misturar diversas épocas em um só cenário, digo isso porque o figurino apesar de ter alguma coisa boa estava todo misturado com outras épocas e exagerado. 
Tiro meu chapéu para os responsáveis pela maquiagem, estavam perfeitos e realistas, me dava até nervoso de olhar para os corpos decepados.

Apesar de ser um filme sobre lobisomem, ele mesmo quase não aparece no trama.

Digo também que o povo mesmo aprovou o filme, mas existe pessoas chatas como eu que não gostou.

Recomendo para quem realmente goste de histórias sobre lobisomens.

Curiosidades:

  • O novato Michael Tabb roteiriza. O longa é mais parecido com o filme original, dirigido por George Waggner em 1941, do que a versão de 2010.


Momento Monstro:
"[...] -- Mesmo um homem que é puro de coração e reza á noite pode se converter em lobo quando floresce o acônito e a lua do outono brilha.
-- Ciganos. Bêbados e prostitutas. A estes deviam caçar! Antes que o Diabo arraste todos para o inferno.[...] "

25 minutos e 16 segundos.


Filmow    Filme Online

  • Título Original: Werewolf The Beast Among Us
  • Ano de produção: 2012
  • Tipo de filme: Longa-metragem
  • Duração: 93 min
  • Direção:  Louis Morneau
  • Gênero: Suspense, Terror